Como funciona a tintura dos cabelos

Autor: 
Marshall Brain

Por muito tempo a coloração dos cabelos tem sido um assunto sério. Por exemplo, os lendários heróis da Grécia antiga usavam sabonetes e clareadores potentes para clarear e avermelhar seus cabelos, como sinal de honra e coragem. Os romanos do início da Era Cristã preferiam cabelos escuros, cujo tingimento era feito a partir de castanhas e alhos-porós cozidos.

Atualmente, a coloração de cabelos continua intensa, com um grande público de 75% de mulheres norte-americanas assumindo que tingem seus cabelos. Em 1950, apenas cerca de 7% delas pintavam seus cabelos. E, quando o faziam, era para cobrir as partes grisalhas com a cor natural, normalmente sem  assumir o fato. As mulheres também decidiram que o tom loiro necessariamente não "diverte mais!" O vermelho tem sido a tonalidade mais requisitada nos salões de beleza. E as mulheres não estão sozinhas...

Cada dia mais homens cobrem as partes grisalhas ou, seguindo o público feminino, mudam radicalmente o visual. A venda de colorações para cabelos masculinos nos EUA chegou a US$ 113,5 milhões em 2005, um aumento de 50% em apenas cinco anos. A seleção de produtos e técnicas tonalizantes é enlouquecedora. O processo de coloração feito em casa é mais barato (entre US$ 4 e US$ 10, a menos que você tenha muito cabelo e precise de duas embalagens) do que uma ida ao salão que, dependendo do comprimento do cabelo, da cor e do método usado, pode custar mais de US$ 50.

Neste artigo vamos ver as indagações mais importantes sobre coloração de cabelo:

  • quando devo procurar um profissional e quando tenho um bom resultado ao tingir em casa?
  • qual fórmula e cor devo escolher e como meu cabelo vai reagir? 
  • e se eu fizer bobagem e ficar parecendo com o gato malhado de meu vizinho?

Não se preocupe, vamos ensinar como evitar mancadas e como superá-las quando acontecerem.