Extração de petróleo

Autor: 
Craig Freudenrich, Ph.D.

Depois que a torre de perfuração é removida, uma bomba é colocada sobre a cabeça do poço.


Foto cedida por California Department of Conservation (Departamento de Conservação da Califórnia)
 Bomba em poço de petróleo

No sistema de bombeamento, um motor elétrico aciona uma caixa de engrenagens que movimenta uma alavanca. A alavanca empurra e puxa uma vareta polida para cima e para baixo. A vareta polida é fixada a uma vareta de sucção, a qual é fixada à bomba. Esse sistema força a bomba para cima e para baixo, criando uma sucção que aspira o petróleo através do poço.

Em alguns casos, o petróleo pode ser muito denso para fluir. Então, um segundo poço é cavado no reservatório, onde é injetado vapor sob pressão. O calor do vapor diminui a viscosidade do óleo no reservatório e a pressão ajuda a empurrá-lo para cima no poço. Esse processo é chamado recuperação intensificada de petróleo.


Foto cedida por California Department of Conservation (Departamento de Conservação da Califórnia)
Recuperação intensificada de petróleo

Com o uso de toda essa tecnologia de perfuração de petróleo e os novos métodos em desenvolvimento, a questão permanece: teremos petróleo suficiente para atender a nossas necessidades? As estimativas atuais sugerem que temos petróleo suficiente para cerca de mais 63 a 95 anos, com base nas descobertas atuais e futuras e nas demandas atuais.

Para mais informações sobre perfuração de petróleo e assuntos relacionados, confira os links na próxima página.