Como funcionam os papagaios

Autor: 
Erli Costa

Os papagaios são as aves de estimação preferidas no Brasil por serem animais considerados dóceis, dotados de uma “personalidade” única e, principalmente, pelo fato de serem capazes de “falar” com os seus donos. A fala, no entanto, é apenas uma habilidade de imitar os sons mais comuns ao seu redor, não sendo relacionada com nenhuma capacidade de formulação de pensamento lógico ou de compreensão do que está sendo repetido.

Estes animais podem ser treinados desde filhotes para repetir palavras, frases e até mesmo cantar. Os papagaios possuem voz forte e são capazes de imitar a voz humana, sons de outras aves e animais de estimação e, até mesmo, som de objetos.

papagaio
Lee Feldstein © iStockphoto.com

Esta habilidade depende da capacidade individual de cada ave, sendo que alguns animais, mesmo após anos de treinos, não se mostram capazes de imitar tão bem, o que geralmente acarreta desprezo por parte dos donos levando quase sempre ao abandono ou sacrifício do animal.

O papagaio brasileiro considerado o melhor “falador” é o papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva), que é também o mais comum nas residências brasileiras, adotado como animal de estimação.

No mundo existem 28 espécies de papagaios (pertencentes ao gênero Amazona) dos quais 12 ocorrem no Brasil. Em certas regiões, algumas aves pertencentes a outros gêneros são conhecidos popularmente como papagaios, mas eles não são papagaios verdadeiros. Um exemplo é o papagaio-do-congo (Psittacus erithacus), com plumagem predominantemente cinzenta e com cauda vermelha, que vive na África, perto de regiões equatoriais.

Segundo a União Internacional para a Natureza (cuja sigla em inglês é IUCN), cinco entre as 12 espécies de papagaios que ocorrem no Brasil encontram-se classificadas na lista de espécies ameaçadas. O Chauá (Amazona rhodocorytrha) está classificado na lista como espécie “ameaçada”. Já o papagaio-de-cara-roxa (A. brasiliensis), o  papagaio-de-peito-roxo (A. vinacea) e o papagaio-charão (A. pretrei) são classificados como “vulneráveis”. O papagaio-de-bochecha-azul (A. dufresniana) aparece na lista como “quase ameaçado”. 

Como adquirir legalmente um papagaio (ou qualquer outra aves de estimação)?

Para adquirir um papagaio de estimação primeiro você tem que estar seguro de que realmente quer tê-lo. Pensar que um papagaio pode viver por mais de 40 anos e que vai depender sempre de você pode ser um bom começo.

Eles são animais muito sensíveis e ficam carentes quando se sentem abandonados pelos seus donos, podendo inclusive ficar deprimidos. Quem compra ou adota um animal de estimação é responsável pela sua adequada alimentação, água de boa qualidade, cuidados veterinários e sanitários, abrigo e respeito à individualidade e às características da espécie.

Legalmente só se pode adquirir um papagaio - ou qualquer outro animal da fauna brasileira - de um criador comercial devidamente registrado no Ibama ((Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Deve sempre ser exigida a nota fiscal do animal, contendo nome comum e científico da espécie, número e o tipo de identificação do animal (para aves geralmente um anel colocado na perna) como maneira de assegurar a origem legal deste animal.

O Ibama  também fornece uma lista de criadores comerciais autorizados. Clique aqui.

Para denunciar a venda ilegal de animais entre em contato com o Ibama pelo telefone: 0800 61 8080.

Nas próximas páginas, conheça as principais características dos papagaios bem como seu comportamento e reprodução. 

Teste seus conhecimentos sobre:

Papagaios