Como funciona a onça-pintada

Autor: 
Erli Costa
onça-pintada

A onça-pintada, ou jaguar, é o maior felino das Américas e o terceiro maior do mundo, perdendo em tamanho apenas para o tigre e para o leão. Mamífero extremamente ágil, com mandíbulas fortes é um excelente caçador. A imagem da onça, causando fascinação e medo sobre os humanos, está presente dos mitos indígenas até aos contos de Guimarães Rosa e Monteiro Lobato. A convivência entre humanos e grandes carnívoros como as onças está marcada por grandes conflitos desde a pré-história.

Feroz e bela, a onça-pintada está ameaçada de extinção por causa da diminuição das florestas
©iStockphoto.com/Tammy Fullum
Feroz e bela, a onça-pintada está
ameaçada de extinção por causa da
diminuição das florestas

No trecho abaixo, retirado do livro “Dicionário dos animais do Brasil” (Ihering, 1968) podemos perceber o fascínio que a onça-pintada excercia no imaginário, inclusive de grandes naturalistas no século 18:

“... A onça tem todos os predicados para dominar, e de fato impera no sertão. Trepa em árvores com a mesma facilidade com que atravessa os maiores rios; não há quem a iguale nos saltos em altura e em distância e a tudo isto alia uma sagacidade e habilidade de emérita caçadora...”
    
Mesmo sendo um animal forte e imponente a onça-pintada corre séria ameaça de extinção, sendo classificada pela União Internacional para a Natureza (cuja sigla em inglês é IUCN) como “quase ameaçada de extinção” e como “vulnerável” na lista do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis/Ministério do Meio Ambiente (Ibama/MMA).