Como encontrar o norte verdadeiro

bússolas

Suponha que você tenha decidido viajar para o Pólo Norte. Voc­ê não tem como pegar um avião até lá. Então, você tira a bússola do bolso, observa a agulha virar para o norte e traça um caminho, certo? Errado. Para chegar ao Pólo Norte, ou norte verdadeiro, apenas seguir a agulha da bússola não funcionará.

Se quiser ir de um ponto na extremidade inferior de um mapa para um ponto na extremidade superior, você precisará seguir o norte verdadeiro. Norte verdadeiro é uma direção geográfica representada nos mapas e globos pelas linhas da longitude. Cada linha de longitude começa e termina nos pólos da Terra e representa o percurso direto norte e sul.

anatomia da Terra
As convenções da cartografia ajudam as pessoas a entender imediatamente um mapa

As bússolas, por outro lado, levam você ao norte magnético (em inglês), um ponto nas regiões árticas do Canadá que muda constantemente de lugar com base na atividade dos campos magnéticos da Terra. O ferro líquido no centro do planeta age como um grande ímã, criando um campo magnético relativamente fraco. A força desse campo magnético possui um componente horizontal na direção do norte magnético. A agulha de uma bússola é magnetizada e livremente suspensa para permitir que a força horizontal a direcione ao norte magnético.

Mas o ímã da Terra não está perfeitamente alinhado com os pólos geográficos. Por essa razão, existe uma diferença entre o norte verdadeiro em um mapa e o norte indicado por uma bússola. Essa diferença é chamada de declinação magnética e é medida pelo ângulo entre o norte verdadeiro e o norte magnético quando traçado em um mapa.

As declinações magnéticas variam conforme o lugar, dependendo da intensidade dos campos magnéticos da Terra. Por exemplo, se você segurar uma bússola na Nova Zelândia, o norte magnético estará cerca de 20º a leste do norte verdadeiro, enquanto a declinação em Los Angeles será de 12º. As linhas geográficas existem onde o norte verdadeiro e o norte magnético estão alinhados, e são chamadas de linhas agônicas. Na América do Norte atravessam a península da Flórida até os Grandes Lagos e o Oceano Ártico.

Dadas essas irregularidades, como você chegará ao Pólo Norte ou a um destino no norte verdadeiro? Continue lendo para descobrir como pode fazer isso - a qualquer hora do dia e com ferramentas de navegação naturais e artificiais.

Pontos históricos interessantes

  • Primeiro século - os chineses inventam a bússola.

  • 720 d.C. - os chineses reconhecem a existência da declinação magnética.

  • Século 12 - a tecnologia da bússola chega à Europa.

  • 1520 - George Hartman mede a declinação magnética.

  • 1700 - Edmund Halley faz o primeiro mapa de declinação magnética conhecido do mundo.
  • 1851 - o pólo norte magnético é descoberto.

    [fonte: Pesquisa Geológica do Canadá]

­