Como funciona a NASA

Autor: 
Craig C. Freudenrich, Ph.D.

"Acredito que esta Nação deva se comprometer a atingir
uma meta antes do final desta década, de aterrissar um homem na Lua e
retorná-lo em segurança à Terra. Nenhum único projeto espacial neste
período será mais impressionante para a humanidade, ou mais importante
a longo prazo para a exploração do espaço; e tão difícil ou custoso
para cumprir"

Presidente John F. Kennedy, "Mensagem especial ao congresso

sobre necessidades nacionais urgentes" 25 de maio de 1961.

 

40 anos do homem na Lua

Com essas palavras, o presidente John F. Kennedy desafiou um órgão governamental, criado três anos antes, a fazer uma das maiores conquistas da humanidade. Esse órgão foi a Administração Aeronáutica e espacial (NASA). Em sua história de cerca de meio século, a NASA colocou homens na Lua, estabeleceu uma estação espacial na órbita da Terra, explorou a maioria dos planetas do nosso sistema solar e observou as profundidades do universo. Tais conquistas são apenas o início do programa espacial dos EUA.

O Presidente John F. Kennedy discursa em uma sessão conjunta do Congresso em um discurso histórico em 25 de maio de 1961
Imagem cedida pela NASA
O presidente John F. Kennedy em uma sessão conjunta do Congresso em um discurso histórico, em 25 de maio de 1961

Com a aprovação da Lei Aeronáutica Espacial Nacional (em inglês) de 1958, o Congresso criou a NASA para pesquisar problemas em vôo, tanto dentro como fora da atmosfera da Terra e para garantir que as atividades espaciais dos Estados Unidos fossem pacíficas e benéficas à humanidade. A missão da NASA é ser pioneira na exploração espacial, fazer descobertas científicas e conduzir pesquisas aeronáuticas. Mas como a NASA se encaixa no governo federal?

Neste artigo, examinaremos o que a NASA faz, o que já realizou, como é organizada e o que pretende fazer no futuro.

Um impulsionador do Saturn se ergue do Centro espacial Kennedy da NASA
Image courtesy NASA
Um impulsionador do Saturn se ergue do Centro Espacial Kennedy da NASA

A NASA é uma agência espacial civil independente sob o ramo executivo, criada pelo Congresso para auxiliar na política ou prestar serviços especiais para outros órgãos independentes, incluindo a Agência Central de Inteligência, a Agência de Proteção Ambiental e a Fundação Nacional de Ciência. Apesar da NASA não ser uma organização em nível de gabinete como o Departamento de Defesa, o seu administrador é indicado pelo presidente e deve ser confirmado pelo Senado. Os presidentes podem determinar as políticas e direções da agência. Aqui estão alguns exemplos:

  • 1961 - o presidente John F. Kennedy direcionou a NASA para aterrissar homens na Lua até 1970
  • 1972 - o presidente Richard M. Nixon instruiu a NASA para desenvolver o ônibus espacial
  • 1984 - o presidente Ronald Reagan pediu à NASA para que desenvolvesse uma estação espacial "em uma década"
  • 1989 - o presidente George H. W. Bush propôs o envio de pessoas a Marte
  • 2004 - o presidente George W. Bush direcionou a NASA para desenvolver um novo veículo espacial até 2008, agora chamado de Órion, (veja Como funcionará o veículo de exploração tripulado Órion) e se concentrar em atividades humanas de exploração no espaço

Como todos os outros órgãos e departamentos governamentais, a NASA propõe um orçamento anual, que é incorporado ao orçamento anual do presidente e submetido ao Congresso. O Congresso debate e destina verbas à NASA por meio de leis de destinação legislativas. O sucesso da NASA em realizar a sua missão e atingir as orientações presidenciais depende muito das verbas do Congresso. Por exemplo, o programa de exploração de Marte proposto pelo presidente George H. W. Bush enfrentou uma enorme resistência no Congresso porque foi considerado caro demais: US$ 500 bilhões por um período de 20 a 30 anos. O Congresso não forneceu verbas ao programa e a proposta não obteve sucesso.

A seguir, veremos como a NASA foi concebida desde o seu início.