O dragão de Komodo tem mesmo baba mortífera?

Autor: 
Julia Layton

Em junho de 2008 cinco mergulhadores foram arrastados para longe de seu barco e ficaram à deriva. Chegaram à terra firme 12 horas depois, escapando das águas infestadas por tubarões - mas ainda não estavam a salvo.

O lugar a que eles chegaram era a ilha de Rinca, na Indonésia, um dos últimos redutos naturais de dragões de Komodo. Os mergulhadores deram de cara com um deles e passaram dois dias tentando afugentá-lo, atirando pedras contra ele e gritando, até ser resgatados.

 

Dragões de Komodo devorando búfalo selvagem na ilha de Rinca, Indonésia
Kira Kaplinski/istockphoto
Dragões de Komodo devorando búfalo selvagem na ilha de Rinca, Indonésia

Até a Primeira Guerra Mundial muita gente achava que os dragões de Komodo eram uma lenda. Então um piloto sobreviveu à queda de seu avião perto da ilha de Komodo, contando sobre os dragões [fonte: Zoológico de Honolulu]. Ele teve muita sorte.

Os dragões de Komodo (nome científico Varanus komodoensis) merecem a reputação que têm de animais ferozes. Seres humanos são atacados e devorados por eles [fonte: BBC News]. Parte de uma família de lagartos conhecidos como monitores, os dragões de Komodo são os maiores lagartos do mundo. O maior já medido tinha mais de 3 metros de comprimento e pesava 166 kg [fonte: UKTV]. Na média, os dragões de Komodo têm cerca de 2,5 m e pesam 90 kg [fonte: Zoológico de Honolulu]. Só para dar ideia da força dos bichos: quando é preciso tirar amostras de sangue do dragão de Komodo do Zoológico de Londres, são necessárias duas pessoas apenas para segurar a cauda do bicho - que nem é dos maiores, com 54 kg.

 

 

Virgem de Komodo

Em maio de 2006 uma fêmea de dragão de Komodo do Zoológico de Chester (Reino Unido) botou ovos sem nunca ter tido contato com um macho.

 

Foi o primeiro caso conhecido de partenogênese (nascimento sem fecundação) na espécie [fonte: UKTV].
 

Muitos cientistas acham que o recordista de 166 kg tenha comido algo grande logo antes da pesagem. Um dragão de Komodo pode comer o equivalente a 80% de seu peso em 20 minutos [fonte: Zoológico de Honolulu]. O animal pode engolir de uma vez porções enormes, porque seu crânio e sua mandíbula são flexíveis como as das cobras. A dieta do dragão de Komodo inclui galinhas, javalis, veados, cabras e até animais enormes, como búfalos. E de vez em quando, um ser humano. O dragão de Komodo é o único lagarto a atacar presas maiores que ele mesmo. Com frequência ele ataca outros de sua espécie. Cerca de 10% do que um dragão de Komodo come são outros dragões de Komodo [fonte: Zoológico de Honolulu].

Não são muitas as espécies que conseguem sobreviver a um ataque do dragão de Komodo - entre elas estão o homem e o próprio dragão de Komodo. Ameaçado de extinção, com cerca de 4.000 espécimes selvagens, o dragão de Komodo está no topo da cadeia alimentar em seu hábitat [fonte: Zoológico de Honolulu].

O que faz desse lagarto um predador tão bem-sucedido? Veremos em seguida.