Classificação das massas de ar

Autor: 
Francisco de Assis Diniz

O encontro da massa de ar polar e da massa de ar subtropical - uma mais fria que a outra - forma a frente fria. Frentes frias podem ser sentidas por uma mudança climática brusca, que pode ser queda na temperatura e chuvas (leia Como funcionam as frentes frias). Para que haja a frente fria, primeiro é preciso ocorrer a massa de ar.

Região de origem

Para adquirir suas propriedades uniformes, uma massa de ar  precisa permanecer vários dias sobre uma grande região cuja superfície também tem características Page Savedbastante uniformes. Esta região é chamada região de origem de massa de ar.

Classificação na América do Sul

As massas de ar se classificam de acordo com as regiões e as latitudes de onde adquirem suas propriedades básicas. Elas são:

  • Massa de Ar Antártico (AA): tem sua origem na região Antártica coberta de gelo e neve e geralmente alta pressão de movimento anticiclônico (movimento dos ventos contrários os ponteiros dos relógios no Hemisfério Sul). É uma massa de ar fria, seca e estável. Atinge Argentina, Chile, Paraguai, Peru, Bolívia, Uruguai e grande parte do Brasil, com temperaturas baixas no outono, no inverno e no início de primavera.
  • Ar Polar Antártico Continental (PC): tem sua origem na região continental subantártica. É um ar frio e úmido que vem pela Argentina, pelo Paraguai e pela Bolívia, atingindo grande parte do Brasil, até a Amazônia.

Mapa de temperatura mínima, em 11 de julho de 2008
Reprodução / INMET
Exemplo de uma massa de ar polar continental

  • Ar Polar Antártico Marítimo (PM): tem sua origem na região continental subantártica. É um ar frio e úmido.
  • Ar Tropical Continental (TC): tem sua origem na região subtropical, por vezes, com centros de altas pressões. É um ar quente e seco, predomina no centro do Brasil, na Argentina e no Paraguai.

Exemplo de massa de ar tropical continental
Reprodução / INMET
Exemplo da massa de ar tropical continental quente e seca pode ser
observado nos mapas do CPETEC de temperatura média máxima, em setembro
de 2008,
e de umidade relativa do ar, em 12/09/2008. O domínio do ar quente e seco no centro do Brasil mostra ser bem
evidente, com valores de temperaturas do ar elevadas, bem como valores
de umidade do ar abaixo dos 20% neste dia

  • Ar Tropical Atlântico (TM): tem sua origem nos anticiclones subtropicais, sobre os oceanos. É um ar quente e úmido com origem no oceano Atlântico tropical, com predomínio sobre a parte leste do Brasil, durante quase todo o ano.
  • Ar Equatorial (E): Quente e úmido, predomina na Amazônia, na Região Nordeste e nos oceanos equatoriais.

Veja na próxima página como as massas de ar evoluem.