O consumo da água pelos humanos

Autor: 
Shanna Freeman

Nosso corpo é composto de cerca de 60% de água [fonte: Mayo Clinic]. A água regula a temperatura corporal, transporta os nutrientes por meio das células, mantém as membranas mucosas umidificadas e elimina as impurezas do corpo. Os pulmões têm 90% de água, o cérebro tem 70% e o sangue tem mais de 80% de água. Em poucas palavras, não podemos funcionar sem ela. A maioria das pessoas transpira cerca de dois copos de água por dia (0,5 litros). Todos os dias, também perdemos um pouco mais de um copo (237 ml) quando expiramos, e, urinando, eliminamos cerca de seis copos (1,4 l) de água. Também perdemos eletrólitos - minerais como sódio e potássio que regulam os fluidos corporais. Então, como podemos repor tudo isso?

water in the body

Podemos conseguir cerca de 20% da água necessária por meio dos alimentos que comemos. Alguns alimentos, como a melancia, são feitos de quase 100% de água. Apesar da quantidade de água de que precisamos todos os dias ser variável, geralmente equivale a oito copos (2 litros). Mas em vez de se preocupar em beber esses oito copos, você deve beber água apenas quando começar a sentir sede. Você pode conseguir a quantidade necessária de água ingerindo outras bebidas, mas algumas delas, como as álcoolicas, podem deixá-lo mais desidratado.

Se sua urina estiver com uma coloração amarelo-escuro, você pode não estar bebendo água o suficiente. Com certeza, você precisa de mais água quando estiver se exercitando, sofrendo de diarréia, vômitos e febre, ou quando estiver em um ambiente quente por muito tempo. A maioria das pessoas consegue sobreviver apenas alguns dias sem água, embora isso dependa de uma série de fatores, inclusive da saúde da pessoa e das condições do ambiente. Algumas pessoas sobreviveram por duas semanas. Seguidores de um garoto budista que medita no Nepal afirmam que ele passou dois anos sem comida ou água, mas os médicos não puderam comprovar isso [fonte: All Headline News (em inglês)].

Quando uma pessoa não bebe água o suficiente ou perde muita água, ela fica desidratada. Sinais de desidratação moderada incluem boca seca, sede excessiva, tontura, delírio e fraqueza. Se a pessoa não receber fluidos nesse estágio, pode sofrer uma desidratação grave, causando convulsões, respiração acelerada, pulso fraco, descamação da pele e olhos fundos. Por fim, a desidratação pode causar insuficiência cardíaca e morte.

A desidratação provocada pela diarréia é a principal causa de morte em países subdesenvolvidos. Quase 2 milhões de pessoas, a maioria delas crianças, morrem de desidratação a cada ano [fonte: OMS (em inglês)]. O consumo de água poluída por contaminação biológica e a falta de acesso a serviços de saneamento adequados podem causar doenças como malária e cólera, e propagação de parasitas como Cryptosporidium parvum (que provoca a esquistossomose) e Schistosoma mansoni (causador da "barriga d´água"). A água também pode ser contaminada por produtos químicos, pesticidas e outras substâncias naturais.

Na próxima página vamos aprender sobre a purificação da água.