Princípios básicos sobre armas químicas e biológicas

Autor: 
Marshall Brain

Assim como uma bomba nuclear, uma arma química ou biológica é uma arma de destruição em massa que pode facilmente matar milhares de pessoas em um único ataque eficiente.

 

Armas químicas
Uma arma química é qualquer arma que utiliza um composto químico produzido para matar pessoas. A primeira arma química usada em batalha foi o gás cloro, que queima e destrói os tecidos dos pulmões. Produtos com cloro são fáceis de serem encontrados. A maioria dos sistemas de tratamento de água municipais usa cloro atualmente para matar bactérias e é muito fácil produzi-lo a partir do sal de cozinha. Na Primeira Guerra Mundial, o exército alemão liberou toneladas desse gás para minar o inimigo.

As armas químicas modernas costumam se concentrar em agentes com poder letal muito maior, o que significa que é necessária uma quantidade muito menor de composto químico para matar o mesmo número de pessoas. Muitas delas utilizam compostos encontrados nos inseticidas. Basicamente, quando você borrifa um produto químico no jardim ou na grama para controlar os insetos, está "travando uma guerra química" contra eles.

Muitos costumam imaginar uma arma química como uma bomba ou um míssil que libera compostos altamente tóxicos sobre uma cidade (por exemplo, no filme "A Rocha", terroristas tentavam lançar um míssil carregado com o composto VX, uma toxina que ataca o sistema nervoso). Mas em 1995, o grupo Aum Shinrikyo liberou gás sarin (que atua no sistema nervoso) no metrô de Tóquio. Milhares ficaram feridos e 12 pessoas morreram sem que houvesse qualquer bomba ou míssil gigante envolvido. Tudo de que os terroristas precisaram foi de pequenas bombas que explodissem e liberassem o gás no metrô.

Armas biológicas
Uma arma biológica utiliza bactérias, vírus ou em alguns casos toxinas provenientes de bactérias. Se estrume ou dejetos humanos fossem jogados em um poço de uma pequena cidade, isso seria, de maneira bem simplificada, uma forma de guerra biológica, já que dejetos humanos e animais contêm bactérias que podem causar diversos problemas, inclusive a morte. No século XIX, os índios americanos foram infectados com varíola por meio de cobertores doados.

Uma arma biológica moderna usaria um tipo de bactéria ou um vírus com poder de afetar ou matar milhares de pessoas. Tom Clancy, por exemplo, explorou a idéia do terrorismo biológico em dois de seus livros: "Ordens do Executivo" e "Rainbow 6". Em ambos, a fonte da infecção é o vírus Ebola.