Como funcionam os atiradores de elite militares

Autor: 
Robert Valdes

Para muitos de nós, a palavra "atirador de elite" evoca uma imagem perturbadora: um atirador solitário, escondido, à espreita. Embora eles sejam, na verdade, soldados com boa pontaria que se escondem, ajustam um alvo na sua mira e puxam o gatilho.

Quando um atirador de elite dispara uma arma, existem incontáveis variáveis a se considerar antes de apertar o gatilho: velocidade e direção do vento, alcance, movimento do alvo, miragem, fonte de luz, temperatura, pressão barométrica e isso é só o começo. O trabalho que dá para se conseguir uma boa posição de tiro é imenso. Eis porque atiradores de elite sempre trabalham em dupla.


                        Foto cedida pelo Departamento de Defesa                                  Centro de Informação Visual de Defesa
Um atirador de elite dos fuzileiros navais emerge da água

Esses atiradores altamente habilidosos são freqüentemente tidos como assassinos solitários acumulando "mortes confirmadas". Na realidade, verdadeiros atiradores de elite trabalham para as forças armadas e agências de polícia e têm muito mais a ver com as vidas que salvam do que com aquelas que tiram.

Por causa da natureza dissimulada e furtiva da função, poucas pessoas sabem o que realmente implica em ser um atirador de elite, então fomos direto à fonte: Entrevistamos um ex-comando atirador de elite do exército dos Estados Unidos para colher as melhores informações. Nas próximas seções vamos ver ferramentas, truques e treinamento desses misteriosos e mortais guerreiros.

Comando atirador de elite do exército

O comando atirador de elite do exército que entrevistamos para este artigo pediu para não revelarmos seu nome, ele será mencionado como Atirador em toda a entrevista.

Teste seus conhecimentos sobre:

atiradores de elite