Trabalho do astronauta

Autor: 
William Harris

Cada viagem para o espaço é diferente, mas para se ter uma noção de como é trabalhar e viver como um astronauta, vamos ver como funciona uma missão da NASA que envolva o lançamento de um ônibus espacial até a Estação Espacial Internacional (ISS), onde será feita uma mudança da tripulação.

Especialista Winston Scott da passos para fora da Colúmbia em uma missão espacial STS-87.
imagem cedida pela NASA
O especialista em missões Winston Scott, sai da Columbia para uma caminhada espacial na missão STS-87,

Os preparativos para um lançamento começam duas semanas antes do prazo da missão. Em uma análise da prontidão do lançamento, a equipe de controle da missão, outras autoridades importantes da NASA, os gerentes do programa do ônibus espacial, engenheiros e fornecedores reúnem-se no Centro Espacial Kennedy para uma revisão completa. O grupo faz uma avaliação abrangente de toda a missão, incluindo a disponibilidade do ônibus espacial, a tripulação de voo e as cargas úteis para determinar se tudo está de acordo para a realização do lançamento. Ao final da revisão, o presidente da equipe de controle da missão faz uma checagem dos integrantes do grupo. Se todas as questões estiverem resolvidas, eles assinam um "Certificado de Prontidão de Voo" para confirmar que todos os procedimentos para o lançamento da espaçonave foram concluídos com sucesso. Assim, a data oficial para o voo é estabelecida e anunciada.

Praticamente ao mesmo tempo, os sete astronautas escolhidos passam por um treinamento dentro da espaçonave. Todos os procedimentos e condições de lançamento são duplicados para que o ensaio seja o mais real possível. Isso significa que os astronautas vestem seus trajes de voo pressurizados laranjas e também participam de uma contagem regressiva completa.

O lançamento ocorre no Complexo de Lançamento 39, no Centro Espacial Kennedy (KSC, sigla em inglês). Lá, uma equipe de lançamento do ônibus espacial, com cerca de 500 profissionais, controla o procedimento de lançamento final. A contagem regressiva oficial começa em T-43 h (leia-se "T menos 43 horas"), que, na verdade, são três dias antes da decolagem. O tempo extra está embutido para garantir que todos os preparativos do lançamento possam ser finalizados. Leva cerca de 72 h para a contagem regressiva do ônibus espacial.

Depois que o relógio da contagem começa a fazer tique-taque, a equipe do Centro de Controle de Lançamento fica ao redor do relógio. Entretanto, conforme os marcos da contagem subsequente forem cumpridos, a composição da equipe mudará consideravelmente, dependendo do sistema que está sendo preparado. Por exemplo, o abastecimento do ônibus requer o trabalho de várias equipes em marcos importantes. A T-27 h, a tripulação dá início às operações de carregamento dos reagentes criogênicos na célula combustível do ônibus. A T-19 h, outra tripulação começa os preparativos finais dos três motores principais do ônibus para o tanque propulsor principal e o voo. E a T-6 h, uma terceira tripulação começa o carregamento do taque externo com aproximadamente 1,9 milhões de litros de propulsores criogênicos.

O processo de abastecimento é concluído na marca de T-3 h. Nesse momento, uma nova equipe começa seu trabalho no Centro de Controle de Lançamento e permanece lá até o lançamento. A marca de T-3 h também é quando os astronautas chegam à plataforma de lançamento e entram no ônibus espacial. Antes disso, eles ficam no Edifício de Verificação e Operações, que faz parte do campus do KSC. Eles caminham fora do edifício em seus trajes pressurizados laranjas e dirigem um AstroVan até a base da Plataforma de Lançamento 39A. Sobem pelo elevador e andam até o nível onde entram no compartimento da tripulação do ônibus espacial. Prendem-se a seus assentos, onde esperam a contagem regressiva final.

Cerca de 15 minutos antes do lançamento, uma equipe verifica se todos os sistemas estão funcionando corretamente. Se tudo estiver pronto, o diretor de lançamento faz uma checagem de controle do KSC. Presumindo que todo o pessoal responsável esteja de acordo, ele dá permissão para prosseguir com a contagem regressiva ao diretor de testes da NASA (NTD). O NTD, por sua vez, ativa os nove minutos finais da contagem, que são controlados automaticamente.

Está quase na hora do lançamento! O que acontece depois? Continue lendo para descobrir.